Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Covid-19: Média móvel de mortes caiu 90% em comparação com o pico da pandemia

Ministério da Saúde atribui diminuição de casos e mortes à vacinação


Em queda desde junho deste ano, a média móvel de óbitos por Covid-19 teve redução de aproximadamente 90% em relação ao período mais crítico da pandemia, segundo informações do Ministério da Saúde. 

A média móvel de mortes atingiu a marca de 379,5 no dia 18 de outubro, o menor número desde o pico da pandemia, em 19 de abril deste ano, quando a média móvel era de 3 mil.

O Boletim do Observatório Covid-19 da Fiocruz divulgado nesta quinta-feira (21/10) também aponta que a transmissão do vírus está diminuindo.  Os dados usados pela fundação são referentes aos dias 10 a 16 deste mês e indicaram uma redução de 4,8% no número de infecções  e de 3,6% nas mortes.

Em relação à ocupação UTI-Covid-19, o levantamento diz que os leitos destinados a adultos no Sistema Único de Saúde apresentam estabilidade, com índices abaixo de 50% na maior parte do país.   As duas únicas Unidades da Federação na zona de alerta são Espírito Santo, na zona de alerta intermediário, onde a taxa voltou a crescer, do dia 11 para o dia 18 de outubro, de 65% para 71%; e o Distrito Federal, na zona de alerta crítico, onde a taxa caiu de 89% para 80%.
 

A tendência de queda do número de novos casos e da média móvel são atribuídos pelo Ministério da Saúde à campanha de vacinação contra a Covid-19. Para o secretário-executivo do ministério, Rodrigo Cruz, essa diminuição é reflexo da imunização. “Hoje observamos um cenário pandêmico mais controlado do que alguns dias atrás. Na nossa avaliação, isso se deve à vacinação. E quanto mais a gente vacina a população, mais a gente observa a queda na curva de óbitos de casos.”
 
O secretário reforça a importância de que a população complete a vacinação. “Se já chegou a sua vez de se imunizar, de tomar a segunda dose ou a de reforço, peço que procure um posto de saúde e faça isso”, incentiva Cruz.
 
A última atualização do Ministério da Saúde informa que, até o momento, 262.742.705 milhões de doses já foram aplicadas em todo o Brasil.

Painel Covid-19

Diariamente, o Brasil 61 atualiza os dados da pandemia da Covid-19 em estados e municípios.
 
Os números têm como base o repasse de dados das Secretarias Estaduais de Saúde ao órgão. Acesse as informações sobre a Covid-19 no seu estado e município no portal brasil61.com/painelcovid.

Dados da Covid-19

O Brasil registrou mais 16.853 casos e 451  óbitos por Covid-19, quinta-feira (21), de acordo com o balanço mais recente do Ministério da Saúde. Desde o início da pandemia, mais de 21.697.341 milhões de brasileiros foram infectados pelo novo coronavírus. 
O Rio de Janeiro ainda é o estado com a maior taxa de letalidade entre as 27 unidades da federação: 5,17%. O índice médio de letalidade do País estava em 2,9%.

Taxa de letalidade nos estados

  • RJ - 5,17%
  • SP - 3,44%
  • AM - 3,22%
  • PE - 3,17%
  • MA - 2,84%
  • PA - 2,80%
  • GO - 2,69%
  • AL - 2,62%
  • PR - 2,60%
  • CE - 2,59%
  • MS - 2,56%
  • MG - 2,55%
  • MT - 2,52%
  • RO - 2,44%
  • RS - 2,42%
  • PI - 2,19%
  • BA - 2,17%
  • SE - 2,16%
  • ES - 2,13%
  • PB - 2,11%
  • DF - 2,10%
  • AC - 2,09%
  • RN - 1,98%
  • TO - 1,69%
  • SC - 1,62%
  • AP - 1,61%
  • RR - 1,59%

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

OC.: O Brasil registrou a menor média móvel de mortes desde o início da pandemia. Segundo o Ministério da Saúde, a queda no número de óbitos é de quase 90%. Uma tendência que se acumula desde junho deste ano. Para o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, essa diminuição é reflexo da imunização.

TEC./SONORA: Rodrigo Cruz, secretário-executivo do Ministério da Saúde
“Hoje observamos um cenário pandêmico mais controlado do que alguns dias atrás. Na nossa avaliação, isso se deve à vacinação. E quanto mais a gente vacina a população, mais a gente observa a queda na curva de óbitos de casos”.
 

LOC.:  Para esses números continuarem diminuindo, o secretario faz um apelo a população.
 

 TEC./SONORA: Rodrigo Cruz, secretário-executivo do Ministério da Saúde
““Se já chegou a sua vez de se imunizar, de tomar a segunda dose ou a de reforço, peço que procure um posto de saúde e faça isso”.
 

LOC.: Agora, os números da Covid-19 no Brasil, segundo o Ministério da Saúde. Nas últimas 24 horas, o país registrou pouco mais de 16 mil casos e o número de mortes ficou em 451. Já a taxa de letalidade do país está em 2,9% O estado do Rio de Janeiro lidera com o indicador de 5,17%.