Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o usuário realize o login no site do Brasil 61 - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Política de privacidade

Nós do Brasil 61 coletamos e usamos alguns dados dos nossos leitores com o intuito de melhorar e adaptar nossas plataformas e nossos produtos. Para isso, agimos conforme a Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709/2018) e nos esforçamos para sermos transparentes em todas nossas atividades.

Para podermos oferecer melhores serviços e veicular peças publicitárias de nossos anunciantes, precisamos conhecer certas informações dos nossos usuários.

COMO O BRASIL 61 COLETA SEUS DADOS

– Quando você se cadastra e cria um usuário no Brasil 61

Quando você entra no nosso site, fornece informações (dados) para a criação do usuário. Estes dados são usados para orientar a estratégia do Brasil 61 e o desenvolvimento de novos serviços e/ou produtos. Essas informações são fornecidas voluntariamente por você leitor e não são compartilhadas com nenhum terceiro.

– Quando você acessa o site do Brasil 61 (www.brasil61.com.br) ou abre uma de nossas newsletters enviadas por e-mail

O Brasil 61 usa tecnologias como cookies e pixel tags para entender como é a sua interação com as nossas plataformas. Esses dados permitem saber, por exemplo, de que dispositivo você acessa o site ou em que links você clicou e quanto tempo permaneceu lendo as notícias. 

COMO O BRASIL 61 USA OS SEUS DADOS

Nós, do Brasil 61, usamos seus dados sempre com a principal intenção de melhorar, desenvolver e viabilizar nossos próprios produtos e serviços a você leitor.

Seus dados são sempre analisados de forma não individualizada, mesmo os que são fornecidos vinculados seu nome ou ao seu endereço de e-mail. 

Os dados em conjunto são analisados para criar relatórios estatísticos de audiência sobre as páginas, textos e meios de acesso ao site e às newsletters. 

Esses relatórios são compartilhados com nossos anunciantes e patrocinadores e servem para modelar estratégias e campanhas institucionais.

As informações que você fornece durante a criação do cadastro do seu usuário no Brasil 61 são utilizadas para a formulação de estratégia comercial e desenvolvimento de novos produtos e/ou serviços.

Essas informações individualizadas podem ser usadas pelo Brasil 61 para o envio de campanhas comerciais e divulgação de serviços e/ou produtos próprios. Não são compartilhadas com nenhum terceiro.

As informações captadas por meio de cookies e pixel tags são usadas em relatórios internos de monitoramento da audiência e também em relatórios para os anunciantes verificarem a efetividade de suas campanhas. Essas informações não estão vinculadas a nome ou e-mail dos leitores e são sempre avaliadas de forma não individualizada.

O Brasil 61 compartilha informações captadas por meio de cookies e pixel tags com terceiros, como anunciantes, plataformas de redes sociais e provedores de serviço – por exemplo, o serviço de envio de e-mails. O Brasil 61 também em seu site cookies de terceiros que captam informações diretamente do usuário, de acordo com suas próprias políticas de privacidade e uso de dados. 

O QUE O BRASIL 61 NÃO FAZ COM SEUS DADOS

– Não monitoramos ou coletamos dados de páginas que não pertencem ao Brasil 61.
– Não compartilhamos ou vendemos para terceiros nenhuma informação identificável.

O QUE VOCÊ PODE FAZER SE NÃO QUISER MAIS QUE SEUS DADOS SEJAM USADOS PELO BRASIL 61

– Caso não queira que o Brasil 61 use nenhum tipo de cookies, altere as configurações do seu navegador. Nesse caso, a exibição de anúncios e mensagens importantes do Brasil 61 e de nossos anunciantes pode ser prejudicada.

– Caso queira deixar de receber algum newsletter ou e-mail de alertas de notícias, basta clicar em “Unsubscribe”, na parte de baixo do e-mail enviado pelo Brasil 61. 

– Caso queira excluir seu usuário e apagar seus dados individuais da base do Brasil 61, basta enviar um e-mail para: privacidade@brasil61.com

 Última atualização: 24 de dezembro de 2020 

Brasil
02/03/2021 14:30h

O balanço foi divulgado nesta segunda-feira (1º) por meio do Boletim da Fiscalização do Abastecimento em Notícias – Balanço Anual 2020

Baixar áudio

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) realizou 15.106 ações de fiscalização em todo o país em 2020. A ação intensiva resultou na emissão de 2.434 autos de infração, de 588 autos de interdição e de 118 autos de apreensão de bens e produtos.

O balanço foi divulgado nesta segunda-feira (1º) por meio do Boletim da Fiscalização do Abastecimento em Notícias – Balanço Anual 2020.

Petrobras anuncia aumento no valor da gasolina, diesel e gás de cozinha

Aprovada no Senado com alterações, nova Lei do Gás volta para Câmara dos Deputados e deve ser analisada em breve

Os principais fatos infracionais identificados foram o não cumprimento de notificação para atendimento de alguma exigência da agência, seguido da venda de produtos fora das especificações da qualidade e equipamentos ausentes ou em desacordo com a lei. 

Copiar o texto
02/03/2021 14:10h

Estimativa foi feita pelo prefeito Eduardo Paes, em cerimônia do aniversário da cidade

Baixar áudio

Todos os idosos com mais de 60 anos, da cidade do Rio de Janeiro (RJ), devem ser vacinados até o fim de abril, contra Covid-19. A previsão foi feita pelo prefeito Eduardo Paes, em cerimônia do aniversário da cidade. O gestor municipal também espera imunizar, neste prazo, as pessoas com algum tipo de comorbidade.

No entanto, segundo o prefeito, a cobertura vacinal depende da chegada das doses. Até o momento, a Secretaria Municipal de Saúde informa que 346 mil cariocas já receberam a primeira dose do imunizante contra a Covid-19.

Covid-19: estados e municípios poderão assumir a responsabilidade civil por efeitos adversos provocados pela vacina

Punição trabalhista a funcionário que recusa vacina é discutida

O prefeito Eduardo Paes disse ainda que, por enquanto, não há previsão de decretar lockdown ou aumentar as restrições na cidade do Rio, porque, segundo ele, há uma diminuição de casos, de internações e de óbitos pela doença, no município.

Copiar o texto
02/03/2021 13:30h

Governo federal irá investir R$ 4 milhões, com recursos do Fundo Nacional de Aviação Civil

Baixar áudio

A Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC), do Ministério da Infraestrutura, autorizou a contratação de obras no aeroporto de Tangará da Serra (MT). Ao todo, R$ 4 milhões do Fundo Nacional de Aviação Civil serão destinados às reformas. O valor total da obra é de R$ 10 milhões, portanto, os 60% que faltam serão compensados pelo estado.

O projeto contempla o recapeamento da pista de pouso e decolagem, mantendo a dimensão em 1.500 x 30 m; a construção de um novo pátio para aeronaves, com mais de 15 mil metros quadrados; além da taxiway – ambos com estrutura de pavimento para jatos de maior porte. Também estão previstas obras de drenagem, sinalização horizontal e vertical, balizamento luminoso, iluminação do pátio, biruta iluminada, PAPI e farol rotativo.

Estatal nuclear lança edital para retomada das obras de Angra 3

Ramal do Agreste promete distribuir água para até 2,2 milhões de pessoas

A previsão é que o edital de licitação seja publicado pelo governo do estado do Mato Grosso em até 45 dias. 

Copiar o texto
02/03/2021 12:30h

Segundo Secretaria de Saúde Municipal, mais de 300 mil pessoas já haviam recebido a primeira dose da contra contra o novo coronavírus até a última sexta (26)

Baixar áudio

A cidade do Rio de Janeiro vai vacinar pessoas com 79 anos ou mais contra a Covid-19 até a próxima quarta-feira (3). Também podem se vacinar, hoje e amanhã, os profissionais de saúde com mais de 60 anos e que ainda não receberam a primeira dose. 

A imunização ocorre nos postos de saúde e clínicas da capital fluminense entre 8h e 17h. A primeira dose também será aplicada no Planetário da Gávea; no Museu da República, no Catete; no Tijuca Tênis Clube e na Igreja Nossa Senhora do Rosário, no Leme.

Covid-19: estados e municípios poderão assumir a responsabilidade civil por efeitos adversos provocados pela vacina

Ministério da Saúde adquire 20 milhões de doses de vacina contra a Covid-19 produzida na Índia

Copiar o texto
02/03/2021 12:00h

Conass pede proibição de eventos, suspensão das aulas presenciais e, até, toque de recolher nacional

Baixar áudio

Em carta aberta divulgada nesta segunda-feira (1º) os secretários estaduais de Saúde pediram medidas de restrição mais rígidas das atividades não essenciais. No documento, eles sugerem bloqueio total nos locais onde a ocupação de leitos estiver acima de 85% e houver tendência de elevação no número de casos e óbitos por Covid-19. 

Os membros do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) solicitaram, entre outras coisas, a proibição de shows, congressos, atividades religiosas e esportivas em todo o País. Também pede a suspensão das aulas presenciais em todos os níveis da educação e toque de recolher nacional, de segunda a sexta, das 20h até as 6h, inclusive durante fins de semana. 

Covid-19: estados e municípios poderão assumir a responsabilidade civil por efeitos adversos provocados pela vacina

Saúde: sem necessidade de prorrogação leitos de UTI poderão operar até o fim da pandemia para pacientes com COVID-19

Copiar o texto
02/03/2021 11:55h

Os economistas do mercado financeiro também projetam que a taxa básica de juros, a Selic, encerre 2021 em 4% ao ano

Baixar áudio

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2021 subiu de 3,82% para 3,87%. A previsão é do mercado financeiro e a estimativa consta no boletim Focus desta segunda-feira (1). Os dados são divulgados semanalmente pelo Banco Central.

Os economistas também projetam que a taxa básica de juros, a Selic, encerre 2021 em 4% ao ano. Para o fim do próximo ano, a estimativa é que a taxa suba para 5% ao ano.

Mesmo em ano de pandemia, Campina Grande fecha 2020 com saldo de 6.492 empregos formais, aponta Caged

Comércio bilateral entre RJ e China apresenta bons resultados em 2020, aponta pesquisa da Firjan

Sobre o Produto Interno Bruto, as instituições financeiras mantiveram a projeção para o crescimento da economia brasileira este ano em 3,29%.

 

Copiar o texto
02/03/2021 11:50h

Ministério da Saúde adquiriu 20 milhões de doses da Covaxin, que é produzida pela Bharat Biotech

Baixar áudio

Técnicos da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) visitaram a fábrica da empresa indiana Bharat Biotech nesta segunda-feira (1º). A companhia produz a Covaxin, vacina contra a Covid-19, cujo Ministério da Saúde adquiriu 20 milhões de doses na última quinta-feira (25). 

Ao todo, cinco servidores da Anvisa vão avaliar os padrões de produção da matéria-prima usada na fabricação do imunizante. A inspeção deve se estender até sexta-feira e é necessária para que a agência conceda o Certificado de Boas Práticas de Fabricação ao laboratório farmacêutico. 

Ministério da Saúde adquire 20 milhões de doses de vacina contra a Covid-19 produzida na Índia

Covid-19: estados e municípios poderão assumir a responsabilidade civil por efeitos adversos provocados pela vacina

Copiar o texto
Economia
02/03/2021 11:45h

Petrobras anunciou o aumento na última segunda-feira (1º) e afirma que preços são baseados no mercado internacional

Baixar áudio

A partir desta terça-feira (2), o óleo diesel, a gasolina e o gás de cozinha vendidos nas refinarias estão mais caros. O anúncio foi feito pela Petrobras na segunda-feira (1º).

O óleo diesel está 5% mais caro, o que corresponde a R$ 0,13 por litro e a gasolina teve um aumento de 4,8%, acréscimo de R$ 0,12 por litro. Já o gás de cozinha vendido às distribuidoras teve um acréscimo de 5,2% e o quilo do produto fica R$ 0,15 mais caro.

Mesmo em ano de pandemia, Campina Grande fecha 2020 com saldo de 6.492 empregos formais, aponta Caged

A Petrobras afirma que os seus preços são baseados no mercado internacional e na taxa de câmbio. A mudança faz com que o litro da gasolina vendido às distribuidoras fique em R$ 2,60.

Copiar o texto
02/03/2021 11:40h

Programa de Retomada Fiscal foi reaberto pelo Ministério da Economia, permitindo a negociação de todos os débitos inscritos em dívida ativa da União

Baixar áudio

O Ministério da Economia reabriu o Programa de Retomada Fiscal por meio de portaria publicada no Diário Oficial desta segunda-feira (1º). O programa permite a negociação de débitos com alongamento dos prazos de pagamento em até 145 meses e concessão de descontos de até 70%

A política contempla todos os débitos que vierem a ser inscritos em dívida ativa da União até 31 de agosto de 2021, e tem período de adesão de 15 de março até 30 de setembro, pelo portal Regularize. O objetivo da portaria é propiciar a retomada da atividade produtiva em meio à pandemia de Covid-19.

Podem participar do programa pessoas físicas, pessoas jurídicas e micro e pequenas empresas. A expectativa do governo federal é de alcançar, no mínimo, o resultado obtido com o programa de 2020, que negociou R$ 81 bilhões em dívidas, por meio de aproximadamente 270 mil acordos.

Copiar o texto
02/03/2021 10:25h

Até o momento, essa é considerada a maior carga do ingrediente que a Fiocruz recebeu para produção do imunizante contra a Covid-19

Baixar áudio

Um novo lote de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) para a produção da vacina da AstraZeneca chegou ao Brasil, no último sábado (27). O material veio da China e será utilizado pela Fiocruz para fabricação do imunizante contra a Covid-19.

Até o momento, essa é considerada a maior carga do ingrediente que a Fiocruz recebeu. O lote vai possibilitar a produção de 12 milhões de doses de vacina no Brasil.

Covid-19: estados e municípios poderão assumir a responsabilidade civil por efeitos adversos provocados pela vacina

Saúde: sem necessidade de prorrogação leitos de UTI poderão operar até o fim da pandemia para pacientes com COVID-19

As doses serão distribuídas no âmbito do Programa Nacional de Imunização (PNI). No início do último mês, o País recebeu o primeiro lote do IFA da vacina da AstraZeneca, permitindo a produção de 2,8 milhões de doses.

 

Copiar o texto