Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Dez cidades do Rio Grande do Sul obtêm reconhecimento federal de situação de emergência

Maior parte dos municípios é afetado pela estiagem, enquanto um foi atingido por vendavais


Dez cidades do Rio Grande do Sul obtiveram o reconhecimento federal de situação de emergência nesta quinta-feira (13). 

A maior parte dos reconhecimentos foi concedida a cidades atingidas pela estiagem. São nove nesta condição: Benjamin Constant do Sul, Boa Vista do Cadeado, Capitão, Catuípe, Centenário, Jóia, Paim Filho, Roque Gonzales e São José do Herval. 

Já Caiçara obteve o status após ser atingida por vendavais.

A partir de agora, esses municípios poderão solicitar recursos ao Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR. 

O coronel Alexandre Lucas, secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, explica como os recursos podem ser utilizados.

"Os recursos da Defesa Civil Nacional podem ser empregados de três formas: socorro da população afetada, restabelecimento de serviços essenciais e recuperação de infraestruturas danificadas pelo desastre".

As solicitações de reconhecimento de situação de emergência e de repasse de recursos devem ser feitas pelo Sistema Integrado de Informações sobre Desastres, o S2iD. A ferramenta pode ser acessada em s2id.mi.gov.br.

Para saber mais sobre as ações do Ministério do Desenvolvimento Regional em Proteção e Defesa Civil, acesse mdr.gov.br.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: Dez cidades do Rio Grande do Sul obtiveram o reconhecimento federal de situação de emergência nesta quinta-feira, 13 de janeiro. 

A maior parte dos reconhecimentos foi concedida a cidades atingidas pela estiagem. São nove nesta condição: Benjamin Constant do Sul, Boa Vista do Cadeado, Capitão, Catuípe, Centenário, Jóia, Paim Filho, Roque Gonzales e São José do Herval. 

Já Caiçara obteve o status após ser atingida por vendavais.

A partir de agora, esses municípios poderão solicitar recursos ao Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR. 

O coronel Alexandre Lucas, secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, explica como os recursos podem ser utilizados.

TEC/SONORA: coronel Alexandre Lucas

"Os recursos da Defesa Civil Nacional podem ser empregados de três formas: socorro da população afetada, restabelecimento de serviços essenciais e recuperação de infraestruturas danificadas pelo desastre".

LOC: As solicitações de reconhecimento de situação de emergência e de repasse de recursos devem ser feitas pelo Sistema Integrado de Informações sobre Desastres, o S2iD. A ferramenta pode ser acessada em s2id.mi.gov.br.

Para saber mais sobre as ações do Ministério do Desenvolvimento Regional em Proteção e Defesa Civil, acesse mdr.gov.br. 

Reportagem, Vicente Melo