Comunicação

24/11/2021 03:00h

Nesta edição, Érica Ferraz explica o poder do convencimento e da persuasão na comunicação

Baixar áudio

Qual a diferença entre convencer e persuadir? Hoje vamos falar sobre o poder do convencimento e da persuasão na nossa comunicação.

Convencer mexe com a razão. Persuadir e influenciar mexe com a emoção das pessoas.

São habilidades de comunicação muito buscadas hoje em dia em todas áreas. Os líderes, os políticos e a publicidade usam muita persuasão e influência. E é muito importante lembrar de ser sincero, honesto e transparente. 

Quando você não tem esses pressupostos você tem manipulação, que é você agir deliberadamente para  tirar vantagens de outra pessoa ou coagir o outro a fazer o que você quer.

Tem um livro muito interessante do Álvaro Fernando que é Comunicação e Persuasão: o poder do diálogo. Ele afirma que há quatro capacidades básicas para persuadir: compartilhar nossas histórias e experiências, estar presente, saber brincar e mochila de opiniões, ou seja nossas opiniões não somos nós e podemos tirar e recarregar novas opiniões. 

Convencer tem a ver com dados, informações. Capriche nos seus argumentos. 

Persuadir e influenciar tem a ver com a emoção. Então olhe no olho da pessoa, esteja presente, conte histórias. Uma das melhores formas de você persuadir alguém é você contar suas próprias histórias para que o outro se identifique com você. 

O ideal é você, em uma palestra, discurso, reunião, saber dosar esses elementos. Não fique só no emocional, porque pode parecer manipulação e não fique só nos dados porque acaba ficando chato. 

EMISSORAS DE RÁDIO: Comunicador, disponibilizamos o áudio deste podcast para download. Utilize e diversifique sua programação!    

Quer saber mais? Aperte o play e escute o podcast Comunicação Positiva!

Copiar o texto
17/11/2021 16:00h

Nesta edição, Érica Ferraz explica dá dicas de como ser mais simpático

Baixar áudio

Hoje vamos dar algumas dicas de como podemos, com uma comunicação positiva, nos tornarmos mais simpáticos, mais leves e mais amigáveis com as pessoas. 

Lembrando sempre daqueles três verbos de todo bom comunicador: observar, ouvir e perguntar.

Seguindo estes verbos, o segundo passo é a autorresponsabilidade. Se o outro não me entende, eu sou o responsável. Eu devo mudar a minha linguagem, a minha estratégia para chegar até o outro e não o contrário. 

Dicas de como ser mais simpático:

  1. Sorria. Comece qualquer conversa, reunião, encontro com um sorriso. Neurologicamente, há estudos que mostram que o sorriso aproxima as pessoas e o gelo começa a derreter. Sorria mais sempre.
  2. Pergunte o nome da pessoa, fale em alguns momentos durante a conversa e lembre-se dele. Em outros momentos, o fato de você lembrar o nome vai demonstrar uma consideração e a pessoa vai se lembrar disso.
  3. Deixe as pessoas falarem mais. Comunicação é mais sobre o outro que sobre você. 
  4. Mostre interesse pelas pessoas aprendendo a ouvir mais.
  5. Mexa a cabeça, faça sinais de concordância e interesse. Com a linguagem corporal e seu sorriso você consegue mostrar que está realmente interessado na outra pessoa.
  6. Veja o assunto que está sendo abordado e converse sobre o assunto que interessa ao outro. 

Todos nós gostamos de atenção e de nos sentirmos importantes para alguém. Estas são algumas dicas para te ajudar a se aproximar mais das pessoas.

EMISSORAS DE RÁDIO: Comunicador, disponibilizamos o áudio deste podcast para download. Utilize e diversifique sua programação!    

Quer saber mais? Aperte o play e escute o podcast Comunicação Positiva!

Copiar o texto
Comunicação Positiva
10/11/2021 00:00h

Nesta edição, Érica Ferraz explica como se comunicar melhor e fazer amigos

Baixar áudio

O primeiro ponto para melhorar a sua relação com as pessoas é não criticar, condenar e se queixar do outro. Quando fazemos isso, a pessoa fica na defensiva. Criamos o modo sobrevivência. E ela pode atacar de volta. E aí temos uma comunicação violenta, e não positiva.

O outro ponto é apreciar o outro de forma honesta. Se mostrar interessado sobre o ponto de vista da outra pessoa. Ouvir com atenção. 

Ao invés de apontar só os erros, procure um ponto positivo no outro e elogie. Elogie um pouco a cada dia e veja se as coisas vão melhorar. 

O terceiro ponto é criar o desejo no outro. Ao invés de pensar em você, pense no que a outra pessoa está interessada. Tente se colocar no lugar dela. Mostrar o que ela quer e como pode conseguir isso é o caminho. E você só consegue isso observando o outro e fazendo perguntas. Se tornando empático. 

A partir do momento que você desperta uma curiosidade na outra pessoa, ela fica interessada no que você tem a dizer. 

EMISSORAS DE RÁDIO: Comunicador, disponibilizamos o áudio deste podcast para download. Utilize e diversifique sua programação!   

Quer saber mais? Aperte o play e escute o podcast Comunicação Positiva!

Copiar o texto
05/11/2021 18:40h

Ao todo, 11 empresas arremataram 45 lotes no valor total de R$ 7,4 bi em outorgas

Baixar áudio

O leilão do 5G, considerado o maior certame de telecomunicações da história do Brasil, terminou nesta sexta-feira (5). Ao todo, 11 empresas arremataram 45 lotes no valor total de R$ 7,4 bilhões em outorgas. Além desse montante, as empresas devem realizar contrapartidas em investimentos no País.

A expectativa do governo federal era arrecadar R$ 49,7 bi em investimentos, mas, após o fim do leilão, o valor total desse aporte chegou a R$ 47,2 bilhões, segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). 

O presidente da Anatel, Leonardo de Morais, destacou os principais investimentos que deverão ser feitos pelas empresas que arremataram as frequências de 700 MHz, 3,5 GHz, 2,3 GHz e 26 GHz.

“Entre eles, a cobertura com acesso a tecnologia 4G, ou superior, de cerca de 9.800 distritos, vilas, povoados, desprovidos da infraestrutura móvel celular. Mais de 31 mil quilômetros de rodovias federais sem acesso móvel celular serão dotadas de cobertura 4G; rotas de integração importantíssimas na malha Rodoviária Federal, fundamentais para a segurança dos passageiros, bem como para a eficiência do escoamento da produção agrícola e industrial.”

Outras exigências do edital envolvem:

  • Disponibilização do 5G em todas as capitais do país até julho de 2022;
  • Construção da rede privativa de comunicação para a administração pública federal;
  • Instalação da rede de fibra óptica, via fluvial, na região amazônica;
  • Financiamento dos custos da migração da TV aberta via satélite da banda C para a banda Ku (novas antenas, receptores e a instalação desses equipamentos para famílias de baixa renda);
  • Garantia de internet móvel de qualidade nas escolas públicas de educação básica.

O prazo de direito de exploração das faixas é de 10 e 20 anos, a depender do lote.

RJ: capital do estado foi a primeira a regulamentar a instalação e compartilhamento das antenas para a tecnologia de telefonia 5G

Leilão do 5G começou nesta quinta-feira (4) e deve arrecadar R$ 49,7 bi em investimentos

5G chega para ajudar o Rio Grande do Norte na indústria de energia renovável

Vencedoras

Ao todo, 15 empresas foram habilitadas a participar do leilão, de acordo com os requisitos do edital: Algar Telecom S.A; Brasil Digital Telecomunicações LTDA; Brisanet Serviços de Telecomunicações S.A; Claro S.A; Cloud2U Indústria e Comércio de Equipamentos Eletrônicos LTDA; Consórcio 5G Sul; Fly Link LTDA; Mega Net Provedor de Internet e Comércio de Informática LTDA; Neko Serviços de Comunicações, Entretenimento e Educação LTDA; NK 108 Empreendimentos e Participações S.A; Sercomtel Telecomunicações S.A; Telefônica Brasil S.A; TIM S.A; VDF Tecnologia da Informação LTDA e Winity II Telecom LTDA.

Confira a lista de vencedores de cada lote:

Faixa de 700 MHz

Bloco nacional de 10 + 10 MHz

Vencedora: Winity II Telecom LTDA
Valor do proposta: R$ 1.427.872.491,87

Compromissos: levar internet a 31 mil quilômetros de rodovias federais e a 625 localidades sem 4G

Faixa de 3,5 GHz

Blocos Nacionais de 80 MHz

Vencedores: 
Lote B1: Claro S.A.
Valor do proposta: R$ 338.000.000,00 
Lote B2: Telefônica Brasil S.A.
Valor do proposta: 420.000.000,00
Lote B3: TIM S.A.
Valor do proposta: 351.000.000,00
Lote B4: Não houve propostas válidas. Por isso, houve uma segunda rodada em 4 lotes do tipo D, com 20 MHz na faixa 3,5 GHz

Blocos Regionais de 80 MHz

Vencedores:
Lote C1: Região Norte: Não houve propostas válidas. Declarado deserto.
Lote C2: (Região Norte e São Paulo) Sercomtel Telecomunicações S.A.
Valor do proposta: R$ 82.000.000,00
Lote C4: (Região Nordeste) Brisanet Serviços de Telecomunicações S.A. 
Valor do proposta: R$ 1.250.000.000,00
Lote C5: (Região Centro-Oeste) Brisanet Serviços de Telecomunicações S.A.
Valor da proposta: R$ 105.000.000,00
Lote C6: (Região Centro-Oeste) Consórcio 5G Sul. 
Valor da proposta: R$ 73.600.000,00
Lote C7: (RJ, ES, MG) Cloud2U Indústria e Comércio de Equipamentos Eletrônicos LTDA
Valor da proposta: R$ 405.100.000,00
Lote C8: (Sul de MG, parte do MT e parte de SP) Algar Telecom S.A.
Valor da proposta: R$ 2.350.000,00

Blocos de 20 MHz 

Vencedores:
Lote D33: Claro S.A. 
Valor da proposta: R$ 80.338.000,00
Lote D34: TIM S.A.
Valor da proposta: R$ 80.337.720,46
Lote D35: Telefônica Brasil S.A.
Valor da proposta: R$ 80.337.720,46 
Lote D36: Não foram apresentadas garantias em condições aptas para abertura do lote. Declarado deserto.

Compromissos: arcar os custos da migração do sinal da TV parabólica, para liberar a faixa de 3,5GHz para o 5G, além de fornecendo kits receptores para as residências; construir uma rede privativa de comunicação para a administração federal; instalar rede de fibra óptica, via fluvial, na região amazônica; disponibilizar o 5G em todas as capitais do país até julho de 2022, e nas demais cidades, progressivamente, até 2029.
Regiões:
Norte e estado de São Paulo (com exceções): Sercomtel
Nordeste e Centro-Oeste (com exceções): Brisanet
Sul: Consórcio 5G Sul
RJ, ES e MG (com exceções): Cloud2U
MG, MS, GO e SP: Algar Telecom

Faixa de 2,3 GHz

Blocos regionais de 50 MHz

Vencedores:
Lote E1: Claro S.A.
Valor da proposta: R$ 72.000.000,00
Lote E3: Claro S.A. 
Valor da proposta: R$ 750.000.000,00
Lote E4: Brisanet Serviços de Telecomunicações S.A 
Valor da proposta: R$ 111.385.964,11
Lote E5: Claro S.A. 
Valor da proposta: R$ 150.000.000
Lote E6: Claro S.A.
Valor da proposta: R$ 210.000.000,00
Lote E7: Telefônica Brasil S.A. 
Valor da proposta: R$ 176.400.000,00
Lote E8: Claro S.A. 
Valor da proposta: R$ 32.000.000,00

Blocos regionais de 40 MHz

Vencedores:
Lote F1: Telefônica Brasil S.A. 
Valor da proposta: R$ 29.000.000,00
Lote F3: Telefônica Brasil S.A. 
Valor da proposta: R$ 231.000.000,00
Lote F4: Declarado deserto, porque nenhuma proponente apresentou proposta de preço para este lote.
Lote F5: Telefônica Brasil S.A. 
Valor da proposta: R$ 30.000.000,00
Lote F6: TIM S.A. 
Valor da proposta: R$ 94.500.000,00
Lote F7:  TIM S.A. 
Valor da proposta: R$ 400.000.000,00
Lote F8: Algar Telecom S.A 
Valor da proposta: R$ 57.000.000,00

Compromissos: levar internet 4G a 95% da área urbana de cidades que não possuem o serviço.
Regiões:
Norte, Centro-Oeste, Sul e São Paulo: Claro
Nordeste: Brisanet
RJ, ES e MG: Telefônica/Vivo
Sul de MG e localidade de GO, MT e SP: Algar Telecom

Faixa de  26 GHz

Blocos nacionais de 200 MHz

Vencedores:
Lote G1: Claro S.A 
Valor da proposta: R$ 52.825.000,00
Lote G2: Claro S.A. 
Valor da proposta: R$ 52.825.000,00
Lote G3: Telefônica Brasil S.A. 
Valor da proposta: R$ 52.824.007,59
Lote G4: Telefônica Brasil S.A. 
Valor da proposta: R$ 52.824.007,59
Lote G5: Telefônica Brasil S.A. 
Valor da proposta: R$ 52.824.007,59

Blocos regionais de 200 MHz com outorga de 20 anos

Vencedores:
Lote H19 : TIM S.A.  
Valor da proposta: R$ 8.000.000,00
Lote H25: TIM S.A. 
Valor da proposta: R$ 11.000.000,00
Lote H31: TIM S.A. 
Valor da proposta: R$ 12.000.000,00
Lote H37: Algar Telecom S.A
Valor da proposta: R$ 935.000,00
Lote H38: Algar Telecom S.A
Valor da proposta: R$ 935.000,00
Lote H39: Algar Telecom S.A
Valor da proposta: R$ 1.037.000,00
Lote H40: Algar Telecom S.A
Valor da proposta: R$ 1.037.000,00
Lote H41: Algar Telecom S.A
Valor da proposta: R$ 1.399.157,00
Lote H42: Fly Link LTDA
Valor da proposta: R$ 900.000,00

Blocos regionais de 200 mhz com outorga de 10 anos

Vencedores:
Lote I06: TIM S.A.
Valor da proposta: R$ 27.000.000,00
Lote J20: TIM S.A.
Valor da proposta: R$ 4.000.000,00
Lote J26: TIM S.A.
Valor da proposta: R$ 6.000.000,00
Lote J32: Neko Serviços de Comunicações
Valor da proposta: R$ 8.492.917,16
Lote J33: TIM S.A.
Valor da proposta: R$ 6.000.000,00

Compromissos: levar internet de qualidade às escolas públicas da educação básica.
Regiões
Sul, SP, RJ, ES e MG: TIM
Triângulo Mineiro e localidade de MS, GO e SP: Algar Telecom
Triângulo Mineiro e localidade de MS, GO e SP: Flylink
Estado de SP: Neko

Copiar o texto
04/11/2021 18:30h

Até às 15h, nove empresas arremataram lotes com valor total de R$ 4,7 bi em outorgas

Baixar áudio

O maior leilão de telecomunicações da história do Brasil, o leilão do 5G, começou nesta quinta-feira (4). A expectativa é arrecadar R$ 49,7 bilhões em investimentos, com a venda de todos os lotes das frequências de 700 MHz, 3,5 GHz, 2,3 GHz e 26 GHz, em blocos nacionais e regionais. Essas frequências são como rodovias no ar, por onde passam as ondas eletromagnéticas responsáveis pelas transmissões de TV, rádio e internet. 

Desse total, R$ 10,6 bilhões devem ser desembolsados pelas empresas vencedoras para pagamento das outorgas (direito de explorar comercialmente o 5G). Esse valor irá para o caixa do governo, se todos os lotes ofertados forem arrematados. Os outros R$ 39,1 bilhões terão que ser investidos pelas empresas vencedoras para cumprir as contrapartidas, ou seja, as exigências previstas no edital.

Durante a cerimônia de abertura do leilão, o presidente da Anatel, Leonardo de Morais, destacou os investimentos que deverão ser feitos pelas empresas vencedoras do certame.

“Entre eles, a cobertura com acesso a tecnologia 4G, ou superior, de cerca de 9.800 distritos, vilas, povoados, desprovidos da infraestrutura móvel celular. Mais de 31 mil quilômetros de rodovias federais sem acesso móvel celular serão dotadas de cobertura 4G; rotas de integração importantíssimas na  Rodoviária Federal, fundamentais para a segurança dos passageiros, bem como para a eficiência do escoamento da produção agrícola e industrial.”

O presidente da República, Jair Bolsonaro, ressaltou a importância da conectividade em pequenos vilarejos.

“São quase dez mil localidades pequenas, que não têm internet e que vão ter internet. É informação que chega na ponta da linha. Essas pessoas estão se integrando com o Brasil e com o mundo.”

Outras exigências do edital envolvem:

  • Disponibilização do 5G em todas as capitais do país até julho de 2022;
  • Construção da rede privativa de comunicação para a administração pública federal;
  • Instalação da rede de fibra óptica, via fluvial, na região amazônica;
  • Financiamento dos custos da migração da TV aberta via satélite da banda C para a banda Ku (novas antenas, receptores e a instalação desses equipamentos para famílias de baixa renda);
  • Garantia de internet móvel de qualidade nas escolas públicas de educação básica.

O prazo de direito de exploração das faixas é de 20 anos.

São Paulo cria ambiente de testes para projetos de Cidades Inteligentes com a chegada do 5G

Chegada do 5G deve trazer melhorias para o setor agropecuário de Goiás

5G vai beneficiar educação e produção de grãos no Piauí

Ao todo, 15 empresas foram habilitadas a participar do leilão, de acordo com os requisitos do edital: Algar Telecom S.A; Brasil Digital Telecomunicações LTDA; Brisanet Serviços de Telecomunicações S.A; Claro S.A; Cloud2U Indústria e Comércio de Equipamentos Eletrônicos LTDA; Consórcio 5G Sul; Fly Link LTDA; Mega Net Provedor de Internet e Comércio de Informática LTDA; Neko Serviços de Comunicações, Entretenimento e Educação LTDA; NK 108 Empreendimentos e Participações S.A; Sercomtel Telecomunicações S.A; Telefônica Brasil S.A; TIM S.A; VDF Tecnologia da Informação LTDA e Winity II Telecom LTDA.

Devido ao grande número de proponentes, a previsão da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) é que o leilão termine nesta sexta-feira (05).

Vencedores

Até o fechamento da reportagem, nove empresas venceram o leilão dos respectivos lotes:

Faixa de 700 MHz

1 Bloco nacional de 10 + 10 MHz

Vencedora: Winity II Telecom LTDA
Valor do proposta: R$ 1.427.872.491,87
Compromissos: levar internet a 31 mil quilômetros de rodovias federais e a 625 localidades sem 4G

Faixa de 3,5 GHz

4 Blocos Nacionais de 80 MHz

Vencedores: 
Lote B1: Claro S.A.
Valor do proposta: R$ 338.000.000,00 
Lote B2: Telefônica Brasil S.A.
Valor do proposta: 420.000.000,00
Lote B3: TIM S.A.
Valor do proposta: 351.000.000,00
Lote B4: Não houve propostas válidas. Por isso, houve uma segunda rodada em 4 lotes do tipo D, com 20 MHz na faixa 3,5 GHz

8 Blocos Regionais de 80 MHz

Vencedores:
Lote C1: Região Norte: Não houve propostas válidas. Declarado deserto.
Lote C2: (Região Norte e São Paulo) Sercomtel Telecomunicações S.A.
Valor do proposta: R$ 82.000.000,00
Lote C3: Não será aberto.
Lote C4: (Região Nordeste) Brisanet Serviços de Telecomunicações S.A. 
Valor do proposta: R$ 1.250.000.000,00
Lote C5: (Região Centro-Oeste) Brisanet Serviços de Telecomunicações S.A.
Valor da proposta: R$ 105.000.000,00
Lote C6: (Região Centro-Oeste) Consórcio 5G Sul 
Valor da proposta: R$ 73.600.000,00
Lote C7: (RJ, ES, MG) Cloud2U Indústria e Comércio de Equipamentos Eletrônicos LTDA
Valor da proposta: R$ 405.100.000,00
Lote C8: (Sul de MG, parte do MT e parte de SP) Algar Telecom S.A.
Valor da proposta: R$ 2.350.000,00
Compromissos: arcar com os custos da migração do sinal da TV parabólica, para liberar a faixa de 3,5GHz para o 5G, além de fornecer kits receptores para as residências; construir uma rede privativa de comunicação para a administração federal; instalar rede de fibra óptica, via fluvial, na região amazônica; disponibilizar o 5G em todas as capitais do país até julho de 2022, e nas demais cidades, progressivamente, até 2029.

2ª rodada de lotes decorrentes da falta de proponentes aptas para o lote B4

4 Blocos de 20 MHz na faixa 3,5 GHz
Vencedores:
Lote D 33: Claro S.A. 
Valor da proposta: R$ 80.338.000,00
Lote D 34: TIM S.A.
Valor da proposta: R$ 80.337.720,46
Lote D 35: Telefônica Brasil S.A.
Valor da proposta: R$ 80.337.720,46 
Lote D36: Não foram apresentadas garantias em condições aptas para abertura do lote. Declarado deserto.
Compromissos: os mesmos dos lotes B

Faixa de  2,3 GHz

Blocos regionais de 50 MHz e 40 MHz

Não houve leilão até o fechamento da reportagem
Compromissos: levar internet 4G a 95% da área urbana de cidades que não possuem o serviço.

Faixa de  26 GHz

10 blocos nacionais e 6 blocos regionais de 200 MHz

Não houve leilão até o fechamento da reportagem
Compromissos: levar internet de qualidade às escolas públicas da educação básica.

Copiar o texto
Comunicação Positiva
03/11/2021 18:15h

Nesta edição, Érica Ferraz explica como aprender a se comunicar melhor com o outro

Baixar áudio

Você sabe como ter uma melhor relação com o outro? 

Para nos comunicarmos bem precisamos prestar atenção nos sinais que o outro dá.

Não critique, não condene e não se queixe. Não quer dizer que você não deva se posicionar contrariamente. É a forma como você coloca seu ponto de vista que faz toda a diferença. Não bata de frente. Tenha curiosidade pelo ponto de vista do outro. Escute, observe, pergunte. 

Quando criticamos muito ou nos queixamos, o outro fica na defensiva. Toda pessoa criticada vai tentar se justificar e vai ficar ressentida. Dificilmente a situação vai mudar.

A melhor saída quando você vê algo de errado ou que você discorda é entender porque a outra pessoa está fazendo ou falando o que você não concorda. Talvez tenha uma lógica que você desconheça e faça sentido. Você só vai conseguir isso se tiver uma comunicação positiva. 

E o que estamos vendo na nossa sociedade atualmente? Todo mundo batendo de frente. Criticando, condenando. Vamos fazer diferente nas nossas relações? 

Quer saber mais? Aperte o play e escute o podcast Comunicação Positiva! 

EMISSORAS DE RÁDIO: Comunicador, disponibilizamos o áudio deste podcast para download. Utilize e diversifique sua programação!  

Copiar o texto
Comunicação Positiva
27/10/2021 04:00h

Nesta edição, Érica Ferraz explica como respeitar o deadline do repórter

Baixar áudio

Você sabe o que é deadline? 

Deadline é o limite que o jornalista tem para entregar uma matéria. A vida do jornalista é toda baseada nos seus deadlines. Ele vive contra o relógio.

Um dos piores erros que você pode cometer com um jornalista é não respeitar esse tempo. Cada jornal, veículo ou programa tem um prazo para você dar a informação. 

Quer virar uma boa fonte do jornalista? Sempre pergunte sobre o deadline. Se não conseguir atender. Diga e veja se você tem mais um prazo para dar as informações. Tente negociar. Se não der, avise desde o início. 

Não entender o timing do jornalista pode ser fatal para sua relação. Você pode deixar de ser procurado por causa disso. 

Toda entrevista é uma oportunidade para você divulgar seu projeto, posicionamento ou proposta. Isso tudo ajuda você a se comunicar. 

Quer saber mais? Aperte o play e escute o podcast Comunicação Positiva! 

EMISSORAS DE RÁDIO: Comunicador, disponibilizamos o áudio deste podcast para download. Utilize e diversifique sua programação!  

Copiar o texto
20/10/2021 15:30h

Nesta edição, Érica Ferraz fala sobre como se tornar uma fonte para os jornalistas

Baixar áudio

Se você é gestor público, político, médico, advogado ou profissional liberal que quer ter suas ideias, serviços ou propostas divulgadas, você tem que ouvir esta série de episódios para melhorar ainda mais sua comunicação e poder se tornar uma fonte da imprensa. 

Neste episódio vamos conversar sobre como se organiza para dar uma entrevista e, assim, construir uma boa relação com os jornalistas. Entender como a cabeça desses profissionais funciona, saber o que é notícia e evitar alguns erros vai te ajudar a se tornar uma pessoa procurada pela imprensa, ou seja, uma fonte. Quer saber mais? Aperte o play.

EMISSORAS DE RÁDIO: Comunicador, disponibilizamos o áudio deste podcast para download. Utilize e diversifique sua programação! 

Copiar o texto
13/10/2021 15:40h

Nesta edição, Érica Ferraz fala sobre como a comunicação positiva é importante e pode ajudar no processo do luto

Baixar áudio

No episódio desta semana vamos conversar sobre o processo do luto. É importante lembrar que sua comunicação tem que observar e não julgar. O luto traz perda e um vazio, vivê-lo é importante e saudável, mas tudo tem um equilíbrio. Cada ser é um, com sentimentos e necessidades únicos.

Afinal, existe jeito certo para encarar o luto? Aperte o play para saber mais sobre o assunto.

EMISSORAS DE RÁDIO: Comunicador, disponibilizamos o áudio deste podcast para download. Utilize e diversifique sua programação! 

Copiar o texto
13/10/2021 04:00h

Tecnologia deve estar disponível em todas as capitais até julho de 2022

Baixar áudio

O leilão do 5G já tem data para acontecer: 4 de novembro. A tecnologia 5G é uma nova geração de comunicação móvel e de rede mais veloz. “Ela surgiu nos últimos anos e já vem sendo padronizada. A 5G permite comunicação mais rápida com uma maior quantidade de terminais para uma mesma torre e também com uma latência, que é o que chamamos de delay, o tempo entre a informação sair do meu aparelho e ir para internet e vice-versa, muito menor”, explica o superintendente de competição da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Abraão Balbino.

O certame do 5G será não arrecadatório, ou seja, todo o valor será investido em infraestrutura de conectividade e comunicação no país. O ministro das Comunicações, Fábio Faria, estima que serão R$ 50 bilhões destinados para ampliar a internet móvel e que até o ano que vem todos os estados já terão a tecnologia disponível. “São oito mil localidades que o leilão vai beneficiar, primeiro a gente vai atender as grandes cidades, depois as cidades acima de 500 mil habitantes, 300 mil, 100 mil, até todas as localidades acima de 600 habitantes, todas elas. Até julho do ano que vem, todas as capitais terão 5G standalone funcionando, com número de antenas estabelecido pelo ministério. Mas no Natal deste ano já vamos ter 5G standalone aqui em São Paulo funcionando, tenho certeza disso.”

As vantagens da tecnologia é que ela vai permitir aplicações envolvendo inteligência artificial, realidade aumentada e realidade virtual. Existem dois tipos de rede, a 5G standalone, chamada de 5G ‘puro’: “É o 5G no estado para o qual ele foi desenvolvido, é um 5G real”, esclarece o superintendente da Anatel Abraão Balbino. Já o 5G não-standalone ou “pré-5G”, que é a migração das redes 4G. “Elas vão para o 5G não standalone e depois para o 5G standalone”. 

Segundo o superintendente, a Anatel exige que as operadoras instalem já o 5G puro e não o pré-5G. Para usufruir da nova tecnologia será preciso trocar de aparelho. Mas aqueles que não quiserem, podem continuar utilizando o serviço atual, pois a transição do 4G para o 5G será gradual, de acordo com o superintendente da Anatel. 

Projeto Cidades Inteligentes

A chegada da tecnologia no país vai beneficiar diversos setores como o da educação e o agronegócio, mas também vai fazer diferença no cotidiano dos brasileiros. É o que propõe o projeto Cidades Inteligentes, da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).
“É uma iniciativa que visa trazer para o espaço urbano as tecnologias de ponta como forma de mostrar à população que elas são indispensáveis para a melhoria e a qualidade de vida das pessoas”, afirma o presidente da ABDI, Igor Calvet.

Segundo o presidente da Agência, a tecnologia 5G vai ser fundamental para ampliar cada vez o projeto. “As cidades serão muito impactadas. Essa nova tecnologia, além da velocidade, trará um tempo de resposta que é chamada latência, muito mais baixa, o que viabilizará muitas tecnologias e inovações, então as tecnologias 5G habilitam as cidades, a indústria, o campo em uma nova era de inovações”.

A Agência já possui um plano de ação para quando a nova tecnologia chegar ao país. Em 2022, vão fornecer a tecnologia em caráter experimental para seis municípios brasileiros,  ainda não definidos, com o objetivo de demonstrar para as pessoas e empresas como a 5G pode revolucionar seus negócios. “Queremos que a infraestrutura pública urbana dê condições para as empresas, através da coletividade, de se transformarem digitalmente”, explica o presidente da ABDI.

No dia 27 de setembro, a cidade de Londrina, no Paraná, foi contemplada com o programa Cidades Inteligentes. A rua Sergipe recebeu tecnologia para aumentar a conectividade na principal avenida comercial da cidade. “Servirá no primeiro momento para que os comerciantes possam trazer a população promoções, coletar informações e produzir mais valor para cada um dos clientes que passarão pela rua Sergipe. Dessa forma, nós estamos dando as condições para que população e comerciantes se insiram na era digital”, enfatizou Igor Calvet.

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, explicou como vai funcionar. Ao conectar no Wi-Fi, o usuário receberá informações de acordo com o seu perfil. “Vai aparecer uma promoção, se você tem 50 anos de idade, daqui três quadras tem uma loja que está com promoção de um sapato, por exemplo. É a tecnologia a favor do cidadão, a ideia é exatamente fazer com que a rua Sergipe seja um projeto piloto para toda Londrina, para o Paraná e para o Brasil, no sentido de utilizar a tecnologia para gerar mais emprego e renda”. 

Angelo Pamplona, de 59 anos, é comerciante na rua mais movimentada de Londrina e está bastante otimista com a novidade. “As instalações de tecnologia impactam de forma muito positiva. Vai trazer um conforto para o lojista e para o consumidor. Teremos dados dos perfis dos clientes que frequentam a rua, isso poderá ser traçado: a estratégia de marketing e venda, e também para propagar a rua com novos investimentos para novos parceiros”.

A rua Sergipe recebeu tecnologias também nos setores da segurança pública e mobilidade urbana. A ABDI instalou no local cinco luminárias inteligentes com câmeras e wi-fi integrados, software de reconhecimento facial, dois cruzamentos semafóricos com sistemas de inteligência artificial integrados e botoeiras com recursos de acessibilidade, seis câmeras de reconhecimento de placas de veículos e um centro de comando e controle com videowall.

No início de setembro, o município de Pacaraima, em Roraima, também recebeu a tecnologia de ponta. A iniciativa utiliza tecnologias como IoT (Internet das Coisas) e Inteligência Artificial (IA), voltadas para a segurança pública em zonas fronteiriças.

Rua de Londrina (PR) é a primeira com tecnologia de ponta no país

Roraima recebe tecnologia de ponta para auxiliar na segurança da fronteira

“É mais um trabalho do governo do estado em parceria com a ABDI. Foram instaladas 35 câmeras inteligentes de alta resolução, também iluminação de LED, substituindo os postes de madeira por postes de concreto, e também oferecendo wi-fi para população naquela região da fronteira do Brasil com a Venezuela”, explicou o governador de Roraima, Antônio Denarium.

Segundo ele, o projeto é fundamental para diminuir a violência e o crime organizado na fronteira do estado de Roraima, pois as novas tecnologias permitem monitorar com mais precisão o tráfego de pessoas na divisa. “ O sistema faz identificação de face e  identificação de placas, evitando a entrada de quem não seja bem vindo no Brasil.”

O Projeto Cidades Inteligentes também está presente em cidades como Petrolina (PE), Campina Grande (PB), Salvador (BA), Macapá (AP), Curitiba (PR), Francisco Morato (SP), Foz do Iguaçu (PR) e Brasília (DF).
 

Copiar o texto
Brasil 61