;

Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o usuário realize o login no site do Brasil 61 - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Política de privacidade

Nós do Brasil 61 coletamos e usamos alguns dados dos nossos leitores com o intuito de melhorar e adaptar nossas plataformas e nossos produtos. Para isso, agimos conforme a Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709/2018) e nos esforçamos para sermos transparentes em todas nossas atividades.

Para podermos oferecer melhores serviços e veicular peças publicitárias de nossos anunciantes, precisamos conhecer certas informações dos nossos usuários.

COMO O BRASIL 61 COLETA SEUS DADOS

– Quando você se cadastra e cria um usuário no Brasil 61

Quando você entra no nosso site, fornece informações (dados) para a criação do usuário. Estes dados são usados para orientar a estratégia do Brasil 61 e o desenvolvimento de novos serviços e/ou produtos. Essas informações são fornecidas voluntariamente por você leitor e não são compartilhadas com nenhum terceiro.

– Quando você acessa o site do Brasil 61 (www.brasil61.com.br) ou abre uma de nossas newsletters enviadas por e-mail

O Brasil 61 usa tecnologias como cookies e pixel tags para entender como é a sua interação com as nossas plataformas. Esses dados permitem saber, por exemplo, de que dispositivo você acessa o site ou em que links você clicou e quanto tempo permaneceu lendo as notícias. 

COMO O BRASIL 61 USA OS SEUS DADOS

Nós, do Brasil 61, usamos seus dados sempre com a principal intenção de melhorar, desenvolver e viabilizar nossos próprios produtos e serviços a você leitor.

Seus dados são sempre analisados de forma não individualizada, mesmo os que são fornecidos vinculados seu nome ou ao seu endereço de e-mail. 

Os dados em conjunto são analisados para criar relatórios estatísticos de audiência sobre as páginas, textos e meios de acesso ao site e às newsletters. 

Esses relatórios são compartilhados com nossos anunciantes e patrocinadores e servem para modelar estratégias e campanhas institucionais.

As informações que você fornece durante a criação do cadastro do seu usuário no Brasil 61 são utilizadas para a formulação de estratégia comercial e desenvolvimento de novos produtos e/ou serviços.

Essas informações individualizadas podem ser usadas pelo Brasil 61 para o envio de campanhas comerciais e divulgação de serviços e/ou produtos próprios. Não são compartilhadas com nenhum terceiro.

As informações captadas por meio de cookies e pixel tags são usadas em relatórios internos de monitoramento da audiência e também em relatórios para os anunciantes verificarem a efetividade de suas campanhas. Essas informações não estão vinculadas a nome ou e-mail dos leitores e são sempre avaliadas de forma não individualizada.

O Brasil 61 compartilha informações captadas por meio de cookies e pixel tags com terceiros, como anunciantes, plataformas de redes sociais e provedores de serviço – por exemplo, o serviço de envio de e-mails. O Brasil 61 também em seu site cookies de terceiros que captam informações diretamente do usuário, de acordo com suas próprias políticas de privacidade e uso de dados. 

O QUE O BRASIL 61 NÃO FAZ COM SEUS DADOS

– Não monitoramos ou coletamos dados de páginas que não pertencem ao Brasil 61.
– Não compartilhamos ou vendemos para terceiros nenhuma informação identificável.

O QUE VOCÊ PODE FAZER SE NÃO QUISER MAIS QUE SEUS DADOS SEJAM USADOS PELO BRASIL 61

– Caso não queira que o Brasil 61 use nenhum tipo de cookies, altere as configurações do seu navegador. Nesse caso, a exibição de anúncios e mensagens importantes do Brasil 61 e de nossos anunciantes pode ser prejudicada.

– Caso queira deixar de receber algum newsletter ou e-mail de alertas de notícias, basta clicar em “Unsubscribe”, na parte de baixo do e-mail enviado pelo Brasil 61. 

– Caso queira excluir seu usuário e apagar seus dados individuais da base do Brasil 61, basta enviar um e-mail para: privacidade@brasil61.com

 Última atualização: 24 de dezembro de 2020 

expresso-61

07/05/2021 15:00h

Secretaria de Saúde fluminense ainda busca mais detalhes sobre a nova variante

Baixar áudio

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES) identificou uma nova variante do vírus da covid-19 em circulação no estado. A cepa foi encontrada principalmente na Região Norte, mas também foi identificada em amostras nas regiões Metropolitana, Centro e Baixada Litorânea.

O que são as novas cepas do coronavírus?

Quais cepas do coronavírus circulam pelo Brasil?

De acordo com o comunicado, a nova variante é uma mutação da linhagem P1, que permanece em maior frequência no estado, correspondendo a 91,49% das amostras analisadas. Também foram identificadas, em menores proporções, linhagens da variante B.1.1.7, identificada inicialmente no Reino Unido, em 2,13% das amostras e a P2, identificada no próprio estado do Rio, em 0,53%.

Segundo a Secretaria, nessa etapa foram investigadas 376 amostras, de 57 municípios, selecionadas a partir de genomas enviados ao Laboratório Central Noel Nutels (Lacen/RJ), entre os dias 24 de março e 16 de abril.  Ao todo, já foram analisadas, desde fevereiro, 708 amostras. A variante P1 prevaleceu nos sequenciamentos.

O que são cepas?

O vírus SARS-Cov-2, popularmente chamado de coronavírus, assim como outros vírus, sofre mutações. Mesmo que a maioria delas não tenha impactos significativo na disseminação do vírus, algumas mutações ou combinações de mutações podem fornecer aos vírus uma vantagem seletiva, como maior transmissibilidade ou capacidade de evadir a resposta imune do hospedeiro.

Até o momento centenas de cepas do coronavírus já foram identificadas, mas nem todas são consideradas relevantes para a saúde pública. O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) estabeleceu três classificações para monitorar essas mutações: as “variantes de interesse”; “de preocupação” e “de alta consequência”. 

Copiar o texto
06/05/2021 16:00h

Produção cafeeira na região mantém elementos artesanais e de herança. Com o registro, o produto deve ganhar maior valor e visibilidade

Baixar áudio

O café produzido nas Montanhas do estado do Espírito Santo recebeu na terça-feira (4) o registro de Indicação Geográfica (IG), o que permite o uso da Denominação de Origem "Montanhas do Espírito Santo" para o produto. A concessão do registro foi publicada na Revista da Propriedade Industrial (RPI).

Entre as características do café estão a acidez marcante e brilhante, o aroma de chocolate e o melado de cana. As condições da região tais como solo, temperatura e clima, proporcionam o cultivo desse café especial. A produção cafeeira das Montanhas do Espírito Santo mantém fatores artesanais de herança secular, contribuindo para um elemento de diferenciação da região.

Segundo Rodrigo Dias, produtor e presidente da Associação de Produtores de Cafés Especiais das Montanhas do Espírito Santo (ACEMES), o registro permitirá agregar valor ao produto, dando maior reconhecimento aos produtores e visibilidade ao café.

Copiar o texto
06/05/2021 12:45h

Mulheres grávidas, puérperas e adultos com idade entre 55 e 59 anos estão inclusos nessa fase da imunização

Baixar áudio

No estado de São Paulo, novos grupos de pessoas com comorbidades e deficiências passarão a tomar a vacina contra a Covid-19, a partir da próxima semana. A iniciativa foi anunciada pelo governador João Doria, nesta quarta-feira (5). Mulheres grávidas, puérperas e adultos com idade entre 55 e 59 anos estão inclusos nessa fase da imunização.

De acordo com o governo do estado, a partir do dia 11 de maio começa a vacinação das gestantes e puérperas com idade acima de 18 anos e com comorbidades. A partir da mesma data, também serão vacinadas pessoas com deficiência permanente com idade entre 55 e 59 anos e recebem benefício de prestação continuada da assistência social, o BPC.

Nesta quinta-feira (6), começa a imunização de idosos com 60, 61 e 62 anos de idade. Já na próxima segunda-feira (10), será a vez dos adultos que fazem parte dos seguintes grupos: Síndrome de Down, pacientes em tratamento de hemodiálise e transplantados que utilizam imunossupressores.

CPI da Covid: ex-ministro Nelson Teich diz que pediu demissão por falta de autonomia e discordância sobre cloroquina

Programa “Saúde com Agente” oferece cursos técnicos para Agentes Comunitários de Saúde

Para receber a vacina, as pessoas com comorbidades e que fazem parte dos grupos anunciados devem apresentar comprovante da condição de risco por meio de exames, receitas, relatório ou prescrição médica. Os cadastros previamente existentes em Unidades Básicas de Saúde (UBS) também podem ser utilizados.

Copiar o texto
05/05/2021 15:00h

Cada aluno receberá R$ 30 reais por mês para compra de alimentos

Baixar áudio

O governo de Goiás lançou o Cartão Alimentação para beneficiar todos os 530 mil estudantes da rede estadual de ensino. O objetivo é melhorar a alimentação dos alunos goianos durante o período de aulas remotas. Cada estudante receberá R$ 30 reais por mês para compra de alimentos.

Ao todo serão investidos R$ 15,9 milhões no programa, que será pago nos meses de maio, junho e julho. Segundo a Secretaria de Estado da Educação, o cartão substitui os kits de alimentação distribuídos pela pasta desde o segundo semestre de 2020.

MEC lança painel de dados da educação na pandemia

Veículos escolares: FNDE publica novas orientações para aquisição

A retirada do cartão deve ser feita na unidade escolar onde o aluno está matriculado, pela mãe, pai ou responsável legal. É necessário apresentar documento de identidade. Famílias que possuem mais de um filho matriculado na rede estadual, o valor do benefício referente a cada um dos estudantes será depositado em um mesmo cartão.

As compras poderão ser feitas em qualquer um dos comércios credenciais em Goiás, limitadas ao valor do saldo.

Copiar o texto
05/05/2021 14:10h

Quem não conseguiu realizar a vacinação dentro do prazo deve procurar a Aderr

Baixar áudio

Com mais de 90% de cobertura nacional, a primeira etapa da 41ª campanha contra a febre aftosa acabou no dia 30 de abril. Agora, o produtor roraimense tem até o dia 15 de maio para notificar a imunização de todo o seu rebanho.

Quem não conseguiu realizar a vacinação dentro do prazo determinado pela Agência de Defesa Agropecuária de Roraima (Aderr), deve procurar o órgão para pegar a autorização de venda ao produtor. Somente com esse documento será possível comprar a vacina nas lojas agropecuárias do Estado, de acordo com a diretora de Defesa Animal, Erika Paracat.

Os que já vacinaram têm até o dia 15 de maio para procurar a Aderr, presencialmente em seus escritórios, ou por telefone, Whatsapp e e-mail, para fazerem a notificação da vacina. 

Copiar o texto
05/05/2021 13:00h

A imunização foi dividida em três etapas. Em Alagoas, a meta é vacinar 1.197.444 alagoanos que fazem parte dos grupos prioritários, ou seja 90%

Baixar áudio

Começa nesta quarta-feira (5) a primeira etapa da Campanha de Vacinação contra a Influenza, em Alagoas. Inicialmente, serão imunizadas crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores da saúde.

A vacinação contra o vírus H1N1 foi dividida em três etapas. No estado, a meta é imunizar 1.197.444 alagoanos que fazem parte dos grupos prioritários, ou seja 90%.

Covid-19: Anvisa alerta para risco de erros na vacinação

Conselho Federal de Farmácia: farmacêuticos podem aplicar vacina contra Covid-19

Idosos com idade a partir de 60 anos e os professores serão vacinados contra a Influenza na segunda etapa. Já a última fase atenderá pessoas com comorbidades, com deficiência permanente, trabalhadores do transporte coletivo e rodoviário, caminhoneiros, forças de segurança e salvamento, forças armadas, entre outros.

Vale destacar que as pessoas que tomaram alguma dose das vacinas contra a Covid-19 devem esperar 14 dias para só então retornar aos pontos de vacinação para serem imunizados contra o vírus H1N1.

Copiar o texto
04/05/2021 15:30h

As aulas serão ao vivo por videoconferência, na plataforma EGMA Virtual, de 11 a 26 de abril

Baixar áudio

Durante o mês de maio, a Escola de Governo do Maranhão (EGMA) irá oferecer o curso “A Nova Lei de Licitações (Lei nº 14.133, de 2021)”. As aulas serão ao vivo por videoconferência, na plataforma EGMA Virtual, de 11 a 26 de abril.

O curso vai discutir sobre a nova legislação, que foi sancionada no dia 1º de abril de 2021, e instituída em substituição a atual Lei de Licitações (Lei 8.666, de 1993), a Lei do Pregão (Lei 10.520, de 2002), e o Regime Diferenciado de Contratações (Lei 12.462, de 2011). Além de qualificar os servidores públicos de órgãos e entidades do Executivo estadual e municipal, durante o período de “transição entre as Leis”.

MTur abre inscrições para mais de 20 cursos gratuitos na área do turismo

Sebrae abre chamada pública para selecionar projeto de inovação tecnológica

A formação contará com 30 horas e será dividida em três módulos, sendo eles: Planejamento de Contratação, Modalidades de Licitação e Contratação Direta. As inscrições estão abertas e podem ser feitas no site da Escola de Governo do Maranhão.

Confira os módulos, dias e horários das aulas:

MÓDULO I – PLANEJAMENTO DE CONTRATAÇÃO
11 a 13 de maio, das 19h30 às 21h30 

MÓDULO II – MODALIDADES DE LICITAÇÃO
17 a 19 de maio, das 19h30 às 21h30 

MÓDULO III – CONTRATAÇÃO DIRETA
24 a 26 de maio, das 19h30 às 21h30

Copiar o texto
04/05/2021 14:30h

Objetivo é vacinar 90% de cada público até dia 10 de maio; apenas 991,2 mil compareceram aos postos

Baixar áudio

Profissionais de saúde, gestantes, mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias, indígenas, e crianças de seis meses a menores de seis anos foram convocados pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo para se vacinar contra a gripe nesta semana.

Vacina Gripe: pouca procura e estratégias diferentes nos municípios

Campanha de vacinação contra a gripe: saiba como vai funcionar

A cobertura vacinal no estado varia de 15,7% a 37,7% para os grupos dessa primeira fase da campanha. Das 5,5 milhões de pessoas que deveriam se vacinar, somente 991,2 mil compareceram aos postos até a última semana, sendo a maioria crianças. As doses estão disponíveis gratuitamente nos postos de saúde desde o dia 12 de abril e, para este público, até o dia 10 de maio.

Este ano a campanha de vacinação contra a gripe foi dividida em três etapas. A próxima começa no dia 11 de maio e incluirá os idosos e professores das redes pública e privada. Já a terceira etapa começa em 9 de junho, alcançando mais 5,1 milhões pessoas.

Copiar o texto
03/05/2021 17:45h

Encontro será realizado no canal do Youtube da Seagro a partir das 9h30

Baixar áudio

Nesta terça-feira (4), às 9h30, será transmitida a live Agronegócio em Pauta, Governo Municipalista, promovida pelo governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro). O encontro será realizado no canal do Youtube da Seagro.

Comandada pelo secretário da Seagro, Jaime Café, o objetivo do evento é levar aos gestores municipais informações sobre o desenvolvimento das ações em diversas cadeias produtivas; linhas de créditos dos programas Mais Leite; Melhoramento Genético da Confederação Nacional de Agricultores Familiares e Empreendedores Familiares (Conafer); Consórcios Intermunicipais e renegociação de dívidas dos agricultores familiares do Estado.

Além disso, o secretário também irá comentar sobre a Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins – 2021) que ocorrerá de 15 a 18 de junho e será de maneira 100% digital, assim como no ano passado, devido à pandemia da Covid-19. 

Copiar o texto
03/05/2021 12:00h

De 3 a 9 de maio, ficarão suspensas as atividades que envolvam aglomeração, eventos culturais; atividades esportivas e sociais

Baixar áudio

Entre esta segunda-feira (3) e o próximo dia 9, o Piauí adotará novas medidas sanitárias excepcionais voltadas para o enfrentamento da Covid-19. De acordo com determinações previstas em decreto publicado na última sexta-feira (30), comércios, bares e restaurantes estão autorizados a abrirem a partir do próximo sábado (8).

Dentro do período estabelecido, ficarão suspensas as atividades que envolvam aglomeração, eventos culturais; atividades esportivas e sociais. Vale destacar que, além de bares e restaurantes, trailers, lanchonetes, barracas de praia e estabelecimentos similares poderão funcionar até as 22h. No caso dos comércios, o funcionamento está autorizado até as 17h.

No caso de shoppings centers, o horário de funcionamento está restrito de 12h às 22h. Esse tipo de estabelecimento poderá antecipar o início do horário das atividades para até as 10h, desde que respeitado o período máximo de 9h de funcionamento.

Casos e óbitos por Covid-19 crescem em unidades prisionais

CNM destaca importância da participação dos gestores de turismo em formulário

Desta segunda até o dia 9, entre 23h e 5h, ficará proibida a circulação de pessoas em espaços e vias públicas, ou em espaços e vias privadas equiparadas a vias públicas, ressalvados os deslocamentos de extrema necessidade.

Copiar o texto